.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

MADRUGADA VAZIA



Sinto-me morrer lentamente entre
lamentos e ais a solidão e este silencio
sem fim...
todos abandonaram-me e eu estou só
madrugada fria e na minha agonia
só me resta chorar!

Ausente de palavras e somente
as lágrimas como emoção
e os fragmentos deste despedaçado coração!

Por que não sou um pássaro? uma gaivota
para voar em cima do mar e
todas as amarras quebrar?!
por que esta dor dentro de mim?

Recordar momentos passados vividos
tempos em que a solidão nem ousava encostar-me...
- miragens apenas -
trilhando caminhos magoada e ferida
perdi-me no caminho e já não sei como voltar!


Não aprendi a viver só...minh'alma dói..
e na minha agonia a madrugada vazia
e eu só quero chorar! chorar! chorar!



CELINA VASQUES