.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

terça-feira, 27 de maio de 2014

Inquietas emoções...


Ah! Meu amor
sussurra em meus ouvidos
Como se fosses o lamento das ondas
Inspira-me com teu verde olhar
Qual fosses o mar... cheio de saudades
Marejado de lágrimas...

Abraça-me amor... Quão se foras abraçar as rochas
Invade meu corpo num prelúdio tocado ao violino
Em noites enluaradas cujo vento viril penetra
Na minha pele sugando minha essência pelos poros...
Em noite que  me entorpece serena
nas minhas entranhas pulsadas... Pela loucura do querer...

Ah! Meu amor... Tenho em minhas mãos 
Inquietas emoções
Não há amor que possa ser maior que esta chama ardente
Aqui o eco dos meus versos é brado uivante...onde
a saudade  me aperta o coração...

Ah! Meu amor...
Faz de mim uma gaivota a sobrevoar-te a todo  o momento
Saciando minha sede a cada voo à hora do poente! 


celina vasques