.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

quinta-feira, 19 de março de 2015

Tudo é precioso nas asas do tempo...


Que passa atenta... Voando lenta ao sabor do vento...
Quais são os teus rumos eu pergunto...


- Nalgum lugar onde o sono seja povoado de estrelas
A beira mar...


E eu respondo -
“mesmo que tu sigas estrelas”...
Pensando em vê-las brilhar...
Elas brilham pra ti... No teu olhar!”


As noites ocultam tantos mistérios
Eternizados pelo luar... A mim revelados
E eu te eternizarei...
Ao teu leve toque qual foras uma doce brisa...
A me beijar!



celina vasques