.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

sexta-feira, 28 de novembro de 2014

Te inundarei de cores...



Um dia vou lembrar estes momentos
Teu sorriso brilhante... Teus braços ao redor de mim...
Tudo tão esplêndido... Tu assim tão ardente...
Essa tua face assim tão suave...


Nada poderei fazer a não ser te amar...esta noite!


E vou vigiar a cor do mar para que não se perca...
E com o meu olhar devolver-lhe a cor...
E vou ficar aqui esperando tua volta... Ou da ilusão...


Farei poemas pra ti...
reescreverei canções...sinfonias e sonatas
Farei arder novamente teu coração de poeta...

E pintarei em tua retina o meu vulto e qual uma menina
Cobrirei-te de beijos e te amarei em dias sem fim


Plantarei sonhos... E colherei flores...
E com mil afagos
Vestirei a cor da esperança e te inundarei de cores!

Celina Vasques

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Verdadeiramente...tua!




Deixa-me envolver-me
no murmurar ensurdecedor das vagas...
Calo-me… e abandono-me a cólera da ventania

Na minha vida errante, eu descobri
Brilhavas no luar que refletia em ti...
E ao ver o teu contorno
Sublime e simples
Logo nele me inspirei e te entalhei
Na minha alma...

te Seduzi a noite de aventuras
E no mar me fizeste ver o amor que antes nunca vi...
Esqueci-me de mim ao ver a lua
E eu estava completamente nua...e me senti Rainha...
Verdadeiramente...Tua!

Celina Vasques

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

....novamente!





Esculpi tua imagem
E a pintei de profecias e devaneios...
Este furor magoado de mil noites de solidão...
tua essência me deslumbra...encanta-me...
Hoje o teu silêncio é um oceano sem marulhos
Não mais existem ondas...
mas apesar de tudo um dia gostava de olhar para ti ...novamente!
 



celina vasques

segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Magia musical...




Com tuas notas musicais 

componho versos de um poema... 
Transcende em minha alma 
como se foras a canção dos anjos 
e te vejo em meus sonhos...
e te amo na terra e no palato celeste... 
Adoro escrever... Fazer rimas ou não...

Gosto de pintar sem ser pintor

 a cor da minha alma... 
Mero pintor de aquarelas... 
Porque sempre quis ser poeta! 
Ouvindo apenas a canção e gritar em silêncio 
Os sentires do meu coração...

Eu me lembro de seu sorriso 

Nunca te poderei esquecer...
Quando a noite e as estrelas aparecem...
E não tem ninguém para enxugar tuas lágrimas...
Com certeza você vai lembrar-se de mim...

Eu sempre enxugava tuas lágrimas... 

Com meus beijos à luz do luar... 
e nessa magia musical
Pensa que estarei no meu piano a tocar!



celina vasques

terça-feira, 11 de novembro de 2014

Ode á brisa...



Trago de ti ó brisa a misteriosa essência

Nas manhãs febris em que partia dos abraços...

De amores do passado...
Depois de noites escuras...plácidas...


Depois nós te possuíamos muitas e muitas vezes

Nas madrugadas...


E serei eternamente grata, pois destes a minha vida...

Novos significados... substituindo os ventos fortes...

Trazendo-me os lamentos do mar e do firmamento...

Olhando o verde mar.. Serena... Deixando ali o meu olhar...
num ponto mágico... No voo de uma gaivota...


Levanto as mãos aos céus e te faço aqui uma oração...


celina vasques

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

EMOÇÃO...



E eu caminhava entre as árvores de um
Esplendoroso lugar ao entardecer
E sentia a brisa Fresca e úmida
Soprar em minha face
Encantei-me com a vida... Com os pássaros
Que cantavam no cume de uma frondosa árvore...
E me cativou este presente da natureza...
Um espírito poderoso e ativo...


Minha imagem desenha-se nas águas do lago...
Minha nudez mistura-se à natureza
E qual uma flor e uma serenata envelhecida
As sombras da floresta abrigam a canção...
A emoção ...
E os versos de uma pobre poeta enamorada...



celina vasques

Por onde andas... Meu amor perfeito?



Conta-me por onde te escondes...
    Sossega a minha amargura
escreve-me mensagens secretas
     mas me fala de ti...
isto me acalma... Massageia a minha alma...


Manda-me sinais através das estrelas,
Que vão iluminar o meu caminho
Para guiar meus passos...
A beira do mar salgado... 

E eu te ofereço minhas lágrimas...
estou aqui sempre esperando por ti..
.
E vou implorando ao Sol... Que te beije o corpo...
Entoando em silencio canções de amor das
entranhas do meu peito
Mesmo que ele me doa dia e noite 
No íntimo oculto da alma... 

Um grito ...
Por onde andas... Meu amor perfeito?

celina vasques

sábado, 8 de novembro de 2014

Cativo do tempo...amor!



Ah! Este nosso amor louco errante cativo do tempo...
Este tempo que dê-nos uma trégua num momento
Em que o vento passou... Assim de repente...




Levando a poeira que restou... Sem nada mais...
Apenas o que se passou nas minhas lembranças...


E o sol consagra o dia brilhante e eu
entrego-me a flutuar sem vestes... Completamente
Despida da solidão e das dores... 


Levando comigo só os sonhos a derramar na brisa...
um aroma de rosas eternas de um jardim paradisíaco!

celina vasques

no teu olhar




Vi nos teus olhos o meu céu...

Achei sorrisos, luz, meu sol...

Perco-me a fitá-los límpidos...



Um estranho olhar diferente 

de todos os que eu já vi...
Existem sonhos... Existe amor...

Este devaneio clamando um novo dia...

E silenciosamente prende-me

 à tua alma de sonhador...

Neles o crepúsculo dorme 
arrastando-se entre o vento e o tempo ...do teu olhar!
 celina vasques

sexta-feira, 7 de novembro de 2014

Vives em minha alma...


Procuro-te numa estrela... Mas te acho em mim...
São os poemas que escrevo e conto entrelinhas
Todas as minhas ventura e sonhos...
Sofrimentos e dores...
Busco-te a alma... Os teus sentires....
Aprisiono a brisa para que nos traga o aroma de muitas
Flores primaveris...
Desenho-te a Face... Para nunca esquecer-me de ti...
Esse é o meu anseio... nunca te deixar partir...



celina vasques

terça-feira, 4 de novembro de 2014

Muito mais que amor...é paixão!



Eu jamais deveria ter deixado que partisses
São muitos dias perdidos
E muitas noites sem dormir olhando a lua...e as estrelas
           [Pensando]
Partilhando com a minha saudade

Ah! Momentos mágicos... E pergunto aos céus imortais..
Quanto tempo vai demorar em regressares?

Eu já não suporto esta espera...
Esse sentir invade meu peito e minha alma...
Esse amor tomou conta de mim...
E eu não posso esperar pra te ver de novo...
Quero envolver-te nos meus braços...

E assim te vou buscando
Em todos os lugares...
Nos labirintos... Na natureza...
  [Por toda parte]
Muito mais que Amor... É Paixão!


celina vasques - 04/11/2014-

Muito mais que Amor... É Paixão!

Eu jamais deveria ter deixado que partisses
São muitos dias perdidos
E muitas noites sem dormir olhando a lua...e as estrelas
           [Pensando]
Partilhando com a minha saudade

Ah! Momentos mágicos... E pergunto aos céus imortais..
Quanto tempo vai demorar em regressares?

Eu já não suporto esta espera...
Esse sentir invade meu peito e minha alma...
Esse amor tomou conta de mim...
E eu não posso esperar pra te ver de novo...
Quero envolver-te nos meus braços...

E assim te vou buscando
Em todos os lugares...
Nos labirintos... Na natureza...
  [Por toda parte]
Muito mais que Amor... É Paixão!


celina vasques - 04/11/2014-

sábado, 1 de novembro de 2014

Minha alma poeta...



 
A minha alma tem escrito lindos poemas de amor

Ao alvorecer... E o meu coração tem tocado lindas canções

Ao anoitecer... Tudo para te mimosear...

Porque me sorriste sou feliz...

Recheei a alma de versos e a fiz tatuar em ti

Ouvi... Rodopiei... Cantei... Lindas melodias

Minha essência sorria... Só para ti...

Cingi à vida a paixão de que tanto esperei...

Fechei os olhos e vi um Todo-poderoso...

Fiz-te sagrado e abrandei todas as minhas mágoas

Agora desejo ser tão-somente o teu amor!



celina vasques