.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

Sou pássaro...





Teu amor flameja no meu peito...
Num incontido desejo de te querer amar...
Vejo longínquas almas flutuando no silencio...


[ Meu pensar...]


Não quero saber do tempo...
nem da vinda de primaveras onde vi
Flores abrirem-se em cores...


Sou menina ao relembrar momentos
que os ventos arrastaram...
A vida passa tão velozmente quase não consigo
Acompanhá-la...


E quando as noites me parecem longas...
...em manhãs ensolaradas
Sou pássaro em pleno voo e vou buscar
O teu sorriso para não morrer de amor!




celina vasques