.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

domingo, 15 de janeiro de 2012

UM SONETO...



Meu barco ancorei
no porto da saudade
e da ilusão onde amarrei
meus sonhos e meus medos!

O destino desafiando
despiu-me do medo e da razão
enfeitando com a ternura e com
a emoção essa louca paixão

A tristeza caminha
paralela aos meus passos
deixando-me o coração
acelerado...descompassado!

Busquei-te muito além de mim
te desenhei em versos
nos meus poemas e canções
encantamento da alma e do coração!







CELINA VASQUES