.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

SOLITÁRIA...



...dedilhando minha dor nas teclas do piano
no silencio e na calmaria da noite
à harmonia das notas musicais
recordações de pedaços de vida
Tentando arrancar de meu peito
e de minh'alma as lembranças...
Ah! quantos momentos...instantes eternos
do tempo e espaço eterna memória
vividos pra ti!


Gotas de chuva escorrem na vidraça
da janela qual as lágrimas
que teimam em pingar nas peças de marfim
E eu continuo ali...
tocando suavemente fitando meus olhos
sobre a partitura esquecida
fecho os olhos e vejo
a ventura e euforia
ao rodopiarmos a canção ao som de seus acordes
sussurrando melodiosamente
palavras de amor!





celina vasques