.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

domingo, 8 de janeiro de 2012

Sem sonhos...



Em noites inquietantes eu caminho só
sem sonhos no meu coração
espreitando entre frestas o teu secreto jardim
carregando lembranças de teu corpo...
meu saciar sereno!

E eu em sintonia constante
com a tu'alma
querendo a alegria de teu amor
onde sou tédio
morrendo de amor sem ti

Atravesso meu universo
Tentando encontrar forças no perdão
e vivo no eterno fluxo
das incertezas e do medo
nos desencontros deste amor...

...e mesmo assim, prossigo
com meu coração sem sonhos
preferindo a loucura deste querer
sem destino
a ter o meu amor finito!







celina vasques