.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Perdida de Amor...



Contemplei o mar
Seu marulhar pareciam murmúrios
E suspiros
Que acariciavam as areias da praia
Meus olhos vazios estavam à
Procura do nada...
Enquanto lembranças
Dominavam o meu pensar...

Morrendo a cada dia de
Tua ausência e sem rumo...
No meio do nada
Procuro alento neste sentir profundo
qual fosse o abraço do mar!

Meu barco navega ao vento e na chuva
Procurando tua imagem no clarão da lua
Seguindo as estrelas que são
Teus sinais onde quer que navegues...

Chamando por teu nome
Percorro todos os caminhos
Perdida de amor... Pensando em ti...



celina vasques