.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

domingo, 15 de janeiro de 2012

O GRITO


Grito em frente ao mar
teu nome te chamo
te clamo
me desespero, te espero
te quero!

Palavras ditas ao
vento que sopra
para longe meus lamentos
não sei se as levam a ti!

Corro na praia desesperada
olhando as ondas do mar
marulham e quebram nas pedras
indiferentes ao
meu cantar!

Canto, grito, choro
te chamo, chamo, chamo
não ouves não vens...
Sofres também...

Pensas que te enganei
que nunca te amei
e também estas a chorar.







CELINA VASQUES