.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

MÃE...



Gostaria de escrever sobre "Mãe"...
Nunca o consegui... talvez por não ter tido uma
pois ainda pequena abandonou-me...
mas tive muitas mães...
Minha avó Cecilia mãe de meu pai, minha tia Celeste
também irmã de meu pai, foram as pessoas
que me deram carinho, amor,
que velaram meu sono e
realizaram meus sonhos de criança e
adolescente...

A Elas toda a vida que eu puder
agradecer ainda é pouco, e hoje apenas
RECORDAÇÕES dessa fase linda de minha vida
quero pedir ao nosso Deus que as deixem
brilhar com muita intensidade
no firmamento pois são estrelinhas...

E...olhando para o passado e para as estórias
que lá ficaram de minha infancia...da adolescencia
de todas as coisas boas que
com elas eu vivi
hoje sou apenas o que sou...
e posso dizer que aprendi a ser: " Mãe "







CELINA VASQUES