.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Quando eu for uma estrela...

...e serei uma estrela e meus versos te enternecerão..
E qual estrela brilharei e iluminarei teus olhos com a grandeza
Dos meus mais sublimes sonhos...

E em minhas frases enamoradas i
Saberás a força que trazia o meu amor...
E te farei sonhar e te levarei ao infinito mais
Brilhante do firmamento e te indicarei o caminho...
Até ao mais malicioso segredo
De coisas que nunca te disse...,

E olharás sempre.
Para as estrelas e me verás
e restará a memória dos poemas que escrevi
E eles viverão em ti... Consolando teu coração
já saudoso de mim...

E serei a estrela cadente para que faças um pedido
A meus movimentos luminosos
e serei a melodia de amor
A brotar da tua alma... Que eu não alcancei...
e abriras as asas e voarás...que nem pássaros...
Renovando as esperanças já perdidas!


celina vasques