.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

sexta-feira, 7 de junho de 2013

ternamente...


A brisa da noite afagou
Meu rosto docemente
E eu quis abraçá-la qual te abraçava...
Tu que tanto amei...
Perdida num suspiro...Corri para o mar ...


Que abraçou-me com suas ondas ternamente...  invadindo o meu ser!