.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Um trovador...




Ah! Tantas histórias perdidas no

tempo e eu 
Procuro na memória 
Fragmentos de vidas... Há muito
vividas... Que aguçam a fantasia no silencio 
De minha alma!

Escrevo trovas de amor para ti

Desejo com ardor ser possível o encontro 

Do sol com a lua... (Nós dois) E esse misterioso mar de estrelas... Magia luminosa que 
Acontecem todos os dias no firmamento!

Velejo nos sonhos buscando nos mares da saudade

A emoção de ser um trovador e poder sentir o teu perfume 

Que vem com a brisa no ar...

A noite desce silenciosamente e o luar

Pálido... Cálido... Desmaia... 

Escuto os acordes... O dia já vem
Logo brilhará o sol...

Meu violino... Minhas sinfonias...

É tudo que 

Resta dos meus sonhos de amor...

 
celina vasques