.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

segunda-feira, 21 de maio de 2012

AO MEU AMOR...


Nos teus braços encontro a paz 
nos teus olhos o mar denso calmo 
nas tuas mãos a força para caminhar... 
No teu peito... o embalo de marés de águas doces, 
de rio ilha porto de abrigo...
Em acetinado leito. 
Nos teus dedos... as palavras murmuradas,
 codificadas, dançadas, 
encantamento de cúmplices segredos. 
Nos teus silêncios... 
Os horizontes-convite a voos azuis e
 a luas cheias, em fases de cios. 
Na tua voz, a rima certa para nós!