.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

terça-feira, 26 de abril de 2016

Sonho todos os dias...


Contigo... Como se foras um punhal que cruza
O peito...
Amar-te-ei até brotarem flores das pedras...
Até que as estrelas desapareçam...
Mesmo que a lua não mais surja nas noites escuras...
Mesmo que não me almejes...

Sou um pássaro e voo compondo a solidão dos dias febris...
E voo alto bem lá em cima nas
*** Asas Boreais do Grande Espírito***
Lavro na brisa todas as minhas fantasias...
O tempo deixou de ter desenho  e ficou pendente...
Acende-se o nevoeiro... A nostalgia e as lembranças...!


celina vasques