.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

quinta-feira, 7 de abril de 2016

Enquanto isso...esqueço de ti!


Imagino-te com teus amores injustos
Apegos findáveis que duram enquanto
a pecaminosa relação existe apenas nas camas frias
***de encontros sexuais...gelados qual a neve***
e no teu desagrado afugentas de teu peito e memória
***o verdadeiro amor...por mim..***.
e eu vou te perdendo pouco a pouco noutros caminhos...
e suavizo a fragilidade dos sentires enquanto
***esqueço de ti!***


Celina Vasques