.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

terça-feira, 5 de janeiro de 2016

A SEREIA...



A madrugada acordou com o Canto da Sereia
Todo silencio tinha a exaltação das tormentas
Trovoes e relâmpagos rasgavam os céus
Iluminando aquela noite escura... E
Eu ansiava pelas manhãs de primavera...
E eu colhia pérolas na aurora
. E eu chorava mares...
Atravessando os rios...Encantada ...!



celina vasques