.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

terça-feira, 17 de novembro de 2015

Hoje respiro o silencio...


No relento da noite...
Adornada de princesa... Para deixar transparecer minha alma
Para que a vejas... Qual me viste em sonhos...
Deste-me as mãos e percorremos oceanos inteiros e
Viajamos nas ondas... No marulhar das águas...
Fizeste-me promessas... Nunca mais saudades ausentes...
E, deixei-me sonhar. ...
Escutando uma doce melodia até o amanhecer...
Poemas foram ensejados para ti...
Vem precisamos sorrir... Vamos atirar ao mar nossas dores...
A partir de hoje...
Espero-te!


celina vasques