.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

sábado, 28 de novembro de 2015

Espiritual...

Sou apenas o que sou... Apenas existo
Com estes sentires poéticos...
Talvez, um poeta sem rimas
Quem sabe a saudade verdadeira...
Apenas sinta-me... E eu sinto-te...
E proclamo este momento eterno...
E abro-me ao essencial... Tendo o céu como limite...
Vibrando continuamente em minha essência
expandindo amor.. e muita luz!!

celina vasques