.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

quarta-feira, 21 de outubro de 2015

Deixa-me falar de ti...





De este teu acariciante olhar
Descrito num poema sem fim...
Do encantamento dessa doçura
Quando me tocas a luz do luar... e


Transformo-te em poesia e te falo em atingirmos
Sonhos inventados!


Elevo o olhar sob o palato mais infinito
E vislumbro quimeras...
É tudo tão breve a vida passa depressa...


Mas... Pensemos nos encantos das noites
Quando fizemos estremecer o silencio
Com nossos gemidos e ais


E, sinto-te no correr da memória do tempo
Descubro-te luz nos caminhos que percorro...
Com a alma e o coração inundados de ti...!


celina vasques