.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

terça-feira, 1 de setembro de 2015

Pedaços da minha vida!







Olho-me no espelho... O tempo passou..
A juventude ficou no passado... As rugas teimam
Em riscar a minha pele...
Só meu coração permanece jovem... Apaixonado
Criança...
Lembro-me dos dias de minha infância...

Mas mesmo assim ainda sou eu... Esta figura
Que me parece encantada ao lembrar felizes dias
De uma juventude perdida!

Pedaços de minha vida que
As lembranças machucam... E não me deixam respirar...
Está tudo numa névoa... Meus dias de primavera
E mesmo assim doem demais em meu peito... E trás esta gota
Ardente...Teimosa no canto do meu olhar...

O passado é uma musica... Uma canção...
Que adoraria poder canta-la em versos qual a melodia que escuto
Com tanta emoção...!

Agora sou apenas a poesia que escrevo...ou talvez a saudade
De dias tão felizes que tive!

celina vasques