.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

sexta-feira, 7 de agosto de 2015

Relembra os sonhos


   
Divididos na fluidez do deleite
Das manhãs inesquecíveis...
Onde buscava nos teus braços o porto inevitável...
E ancorava meu destino...
Desbravei o luar nas fontes do teu corpo
Bailei ao gosto da brisa... E do aroma das flores
E vi que as aves roçavam as ondas... 

Deste mar que sempre foi meu...
-mas a vida mudou –
Faz tempo que te perdi... Volta ao sonho
Recorda-te e acha-me... Amor!



celina vasques