.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

quarta-feira, 22 de julho de 2015

Pintei em telas o amor...


 
 
 
 
Sonhei com multidões e risos...
Tatuei amores... Poemas... No teu corpo...
Encontrei desilusão... Lágrimas... Desenganos
Procurei nas manhãs outonais
Sopro de brisas de melancolia que me libertasse da realidade...

A alma fria dos meus passos
A calma das alvoradas de Inverno do meu olhar
Ardência de todas as saudades...
Ainda sinto o cheiro de ilusões passadas...
Serenos sãos os olhos quando se ausenta a amargura

Quero ouvir a voz do silêncio... Onde não existe a dor...
Apenas teu sorriso jardim de encantamentos e
De ventos primaveris...

E sei tão bem sentir este sentimento... Deste amor que teima e deseja ser...
Teu... Só Teu ... Poeta sonhador!

CELINA VASQUES