.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

quarta-feira, 27 de maio de 2015

Um lugar... Ao vento!


 







Choro ao pensar no tempo que se foi...
Viajando por caminhos intermináveis áridos...
Com meus pés nus... 


Algumas vezes parei... Para contemplar o dia
O céu azul respirando a brisa...
Outras as noites
Com suas brumas que a tudo encobria e eu sorria
Ao ver que me seguiam
As estrelas e a lua...


E eu parava... E o meu coração emocionado
Acelerava depois de longos dias subindo as montanhas
Buscando um lugar... Ao vento


Fugindo das planícies onde medram espinheiros
A procura do meu destino... Um arco-íris...
Talvez... Verdadeira aliança de amor...!


celina vasques