.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

sábado, 2 de maio de 2015

CINZENTO...



Os dias entardeceram no início da manhã
Temporais acinzentaram os céus...
O mar raivoso adornou a praia...
E as gaivotas voaram e escondidas apreciavam
Nas sombras a ausência do sol
Que abrandou neste tempo frio sem ardor...

Escutei os dias murmurarem a claridade extrema
E vi apenas pisadas na areia...
Que repousou sobre mim... Com seus acordes...
E adormeceu meu sono... E sonhou meu sonho...
Silencioso
Eterno...




celina vasques