.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

sábado, 28 de março de 2015

Uma pena...de pássaro!

 
 
Caço uma pena no vento... De um passarinho
Que fugiu...
E eu, passo muitos dias e horas...
Buscando-o em todo amanhecer
E eu escuto seu cantar longínquo...
Que a brisa me trás... Longe... Muito longe
onde não posso alcançar
Mas ele é apenas uma pena no vento!



celina vasques