.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

domingo, 15 de março de 2015

PALAVRAS E VERSOS...






...E com palavras e versos que invadem
As brumas noturnas... Já são incertas as brisas de Outono
Folhas voam ao silêncio da tarde que morre...
Descubro nas minhas queixas uma saudade tão antiga...
Que me acariciam nas noites e me separa da solidão...