.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

terça-feira, 29 de abril de 2014

Desprezo...

O alvorecer me trás espadas cintilando sobre minha cabeça...
existe uma face do amor que ao meu peito rompe...

E eu sinto todos os punhais sobre mim...
Derrama-se esta mágoa quieta em meu coração


Viajando na tua ausência ali está o início de tudo

Dilacerando no fim do ocaso...e o sangue derrama em meu peito
Trazendo na garganta um ritual de silêncio...

Neste desprezo gris de pessoas que eu pensava serem minhas...
Uma navalha cortando meu coração...
são palavras de ternura que foram perdidas no tempo...

Fui navegador de fantasias e sonhos... Sou qual um passarinho do amanhecer
Que cantou e depois ficou mudo!

Celina Vasques

poesia

domingo, 27 de abril de 2014

apenas um desejo...

Você é o único que partiu meu coração, 
 a razão que o meu mundo caiu distante, 
você é o único que me fez chorar, mas eu sou 
apaixonada por você eu não sei porquê?

Se eu pudesse ter apenas um desejo
Eu gostaria de acordar todos os dias
Com o som da sua respiração no meu pescoço
O calor dos seus lábios na minha face
O toque de seus dedos na minha pele
E a sensação de seu coração batendo com o meu
Sabendo que eu nunca poderia encontrar esse sentimento
Com outra pessoa que não você!


Para sempre e mais ainda, é a promessa que eu lhe fiz... 
e eu vou estar cumprindo essa promessa 
toda a minha vida por todos os dias...


celina vasques

quinta-feira, 24 de abril de 2014

Não quero me perder de ti...

Gostaria de contemplar os teus olhos...
Não posso!
Estamos tão longe... onde não desperto todos os dias...
Meu coração está dentro de tua alma e bate por ti... 

Misterioso!

Mas... Sinta em teus lábios o beijo que a brisa te leva
Sou eu amor que te envio com paixão...

Na cabeceira vejo tua imagem tão doce... Serena...
Diz-me amor:
Por que nascemos em tempos tão diferentes?

Mas eu não desisto deste amor...
Não posso desaprender o caminho que interrompemos
Não quero me perder de ti...

Reconheço-te!
O meu amor de tantas vidas... Que em algum lugar
Debaixo de algum luar beija outra boca como se fosse a minha...

Um pássaro que voou para terras distantes... 

Aquele que tanto esperei nesta dimensão e lamento...
Insistindo que este amor não é mais amor é eternidade!

Ah! Quero morrer de novo para te encontrar

num mundo transcendental onde a beleza é eterna... 
Metade de mim fica aqui no meu silêncio entre minhas lágrimas. 
E a outra bem longe... E dói a tua ausência!

celina vasques

Adormeço ao som do poema...




Saudosa de teus carinhos...de tua voz sussurrante...macia...
Pernoito no sonho viajo no tempo...
Recordo momentos ...palavras que se perderam
No vento...E neste sono profundo
 Pudesse eu ver-te e fitar teus olhos faiscantes...

E como um louco errante tu tomar-me em teus braços
Num grito rouco regozijar-se em meu
Corpo desnudo e trêmulo...

Ao acordar na manhã olhando o horizonte azul
 Sentir que o mar perfumou meu corpo
          - que jaz molhado -
 Deitado na praia... Liberto...

Onde à brisa tomou-me em seus braços deixando que o vento me
Devolvesse as palavras de amor...
Unem-se céu e terra num único desejo...
Serenando em minhas entranhas a vida e o amor!

Celina Vasques

quarta-feira, 23 de abril de 2014

Dançando...

Foto: Boa noite, amigos queridos! 
...abraços & abraços!
Eu danço contigo agora ao som deste piano que toca canções inesquecíveis Quais poemas de amores loucos e imortais... Nossos corpos colados... Dançamos até o raiar da madrugada

Tu és a melhor parte de mim... Apertas-me... Sussurras em meus ouvidos a melodia... Perfeita...

E entregas a mim o sorriso de meus Sonhos..
está noite estamos assumindo que vamos ficar juntos...


Dance um pouco mais ...e grite ao mundo que você me ama!


E eu deixarei que encostes teu rosto ao meu... Que enlaces tuas mãos nas minhas,... E me fales de amor... Este misterioso sentimento... Essência da vida e eu te deixarei me possuir

 Como jamais alguém me possuiu... 
E nunca mais partirás... E dançaremos para sempre... Colados num amplexo eterno... Para além da vida!
celina vasques

terça-feira, 22 de abril de 2014

Nada... apenas nada!



Queria escrever versos que me fizessem
Esquecer da dor de ser eu mesma... Tão só...
onde dormir e sonhar com o invisível... O transcendente
Sem ver meus fantasmas do passado
Suspirando apenas com alegres passaradas...
Deixar de ser esta poeta louca... Dar um
momento da verdade transgredindo toda a realidade
Deixando o meu pensamento num cantinho da estrada onde percorro alienada

No espaço do impensado de amores delirantes...

Sobre o resvalado dos meus passos onde há apenas esta sensação do Nada!

celina vasques

segunda-feira, 21 de abril de 2014

Perfil....

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim...

domingo, 20 de abril de 2014

Meus olhos que te seguem...



Meus olhos que te seguem
Desviam em mim a calma sobre a ansiedade
em ver-te...

Viajo um longo caminho
Nos dias seguintes de muitos anos de uma vida
Voltada para teus encantos...
Sobre o simples dos meus passos há tão somente saudades...

Buscando todos os dias em que vivi pra ti!
Foto de Loving Dreamboy.

sábado, 19 de abril de 2014

Onde está voce?





É um sentimento bom quando você sabe que alguém te ama
sente falta de você, precisa de você !

Mas é melhor quando você sabe que esse é alguém que

nunca se esquece de você...Esta sou eu!


Eu chorei por você por tanto tempo que eu me ofusquei!
Ai de mim! Você bem poderia voltar!


A vida sem amor é como uma árvore sem flor e frutas...


Eu sinto falta dos desejos que você fez para mim.
Eu sinto falta dos presentes que você me deu!


Eu sinto falta da bondade que ninguém mais pode mostrar! 


Eu sinto falta da felicidade que você pode trazer e do teu
coração que era tão grande que ele pode amar o mundo todo... 


Eu sinto falta da risada que me alegrava... 

das lágrimas que me chamavas para enxugar...


Tenho saudades do lugar onde nos sentamos e

 conversamos até de madrugada...


Sinto falta de seu nome.... tanto...mas tanto!


Repito para mim todos os dias!
Tenho saudades dos sonhos que nós sonhamos. ...


Onde está você?





celina vasques

Tu tocaste minha alma...





Eu poderia olhar nos teus olhos...
eu poderia compartilhar esta noite juntos
poderia segurar-te apertado ao meu lado
poderia tomar-te nos meus braços
por todo o tempo... beijar-te num beijo profundo eterno! 


Tu tocaste a minha alma e eu creio no amor eterno
Sim, eu te amo
E quero te oferecer todas as rosas do mundo...
... em algum lugar há alguém que sonha com teu sorriso e 

descobre na tua presença que a vida vale a pena!


celina vasques





quarta-feira, 16 de abril de 2014

Sinto saudades...



...de todos
Os sorrisos que vem do firmamento
E da lassidão dos ventos... No desanimo do crepúsculo
Na tristeza dos dias mornos e das sinfonias
Tocadas por violinos distantes... Longínquos!

Tenho saudades dos jardins onde rosas adornavam
Misturando-se com Hortência... lírios e jasmins... O espetáculo
Mais perfeito da natureza onde o silencio é partilhado
Travando meus sonhos... Nas noites...
Onde tropeço... Contando estrelas...

E em meus caminhares fantasiosos
Quero cair abraçada contigo aliviando
as minhas saudades...para sempre!

celina vasques

terça-feira, 15 de abril de 2014

Nosso Amor é para sempre...



Amar quieta no silêncio do tempo... É sobreviver por um momento

É beijar-te apenas na ilusão com a alma desnuda... Movida pela paixão! 



Os poemas que te escrevo é a parte mais bonita de mim...

Nas sombras das noites no silêncio doído em meus ouvidos

Sussurros que me falam de ti... 



Os meus dias felizes me parecem tão longínquos... Meu sorriso

Perdeu-se nos sonhos que tinha sonhado contigo... Mas...

Se você pensar em mim... Suspire no vento e nele me envie este sentimento!



Minha alma estará sempre aberta para teus anseios mais intensos...

Afasta-me da solidão... Suaviza meu vazio...

Com tuas carícias... Com os teus abraços... Assim

Volto a pensar que não existe distancias entre nós... Nem mesmo

O tempo que passou... Nosso amor é para sempre!


Celina Vasques





segunda-feira, 14 de abril de 2014

Tua essência....



Sou Tua Mulher e estou dentro de ti... E a minha imagem
Está sempre nas tuas lembranças mais profundas!
Sou teu sol... Teu dia... Sou tua noite... Enfim...
Sou aquela que te acompanhará pela eternidade...
Sou tatuada na tua alma... Sou o teu silencio nas horas de meditação...
a tua verdade... A tua mentira... A tua ilusão...
Sorvo germes de amor nos teus olhos...
Sou a tua memória... Teu anjo... A tua menina... A tua flor...
Sou teu mar... tuas estrelas... Tua lua nas noites serenas à beira mar...
Sou teu amanhecer e teu entardecer... Teu caminhar... Tua paixão...
A musica que toca... Sou teu blues... Tua canção de amor mais linda...
Canto e danço contigo em todos os momentos de tua vida!
É a minha imagem que vês quando olhas no espelho!
Não adianta fugires de mim... Eu sempre estarei dentro de ti...
Sou tua essência... Tu és meu... e eu sou quase... Você!

celina vasques

quinta-feira, 10 de abril de 2014

Sobrenome:" saudade..."




...O vento deflora meu anseio secreto de ti
Minha essência acredita neste misterioso sentir...

E num abandono tão profundo. ..Que nos separa do abraço

Grita a minha solidão pelo meu nome... Longe... Bem longe!

Já não sei se ouvi versos ou caminharem bruscos

Mas sinto o silencio dos teus passos...
Ou terá sido teu doce espírito...?

Onde estás? Para onde levaste o amor?


Disfarçado de ternura surgiste numa tarde...
E partiste noutra sem aviso... Dilacerando meu sentir...

Sou poeta porque achei a causa enigmática de estar aqui
E cheguei numa brisa de sobrenome “saudade”...


celina vasques