.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

Olhando o mar...


  


Sento-me nas rochas olhando o mar...
Enamoro-me das ondas que aqui quebram e
Deixam-me irrigada... Com seus pingos de cristais
Aspiro-as e as transformo em anseios...

Nada sou... Só tenho estes versos...
E a ternura que carrego no peito...
Um amor que teima em não acabar
Cheio de melancolia...
E amo...
E alcanço o silencio das palavras

E sei tão bem sentir esta emoção
No fundo deste coração e da minha alma...


celina vasques