.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

sexta-feira, 7 de novembro de 2014

Vives em minha alma...


Procuro-te numa estrela... Mas te acho em mim...
São os poemas que escrevo e conto entrelinhas
Todas as minhas ventura e sonhos...
Sofrimentos e dores...
Busco-te a alma... Os teus sentires....
Aprisiono a brisa para que nos traga o aroma de muitas
Flores primaveris...
Desenho-te a Face... Para nunca esquecer-me de ti...
Esse é o meu anseio... nunca te deixar partir...



celina vasques