.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Verdadeiramente...tua!




Deixa-me envolver-me
no murmurar ensurdecedor das vagas...
Calo-me… e abandono-me a cólera da ventania

Na minha vida errante, eu descobri
Brilhavas no luar que refletia em ti...
E ao ver o teu contorno
Sublime e simples
Logo nele me inspirei e te entalhei
Na minha alma...

te Seduzi a noite de aventuras
E no mar me fizeste ver o amor que antes nunca vi...
Esqueci-me de mim ao ver a lua
E eu estava completamente nua...e me senti Rainha...
Verdadeiramente...Tua!

Celina Vasques