.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

terça-feira, 16 de setembro de 2014

Murmuro teu nome em frente ao mar...

olhando o firmamento descobri em mim
um turbilhão de sentimentos...
Lembrei-me de teu rosto..
      [Lindo]
Teu olhar que mais parece à extensão
Das águas do mar...

Não quero perder mais este crepúsculo...
 Longe além deste céu de anil cujos
 matizes avermelhados
 já começam a mudança do dia pela noite...

E virás vestido de estrelas e brilharás...
      [Mesmo contra a vontade da lua].
Eu vejo o teu terno sorriso...

Na mansidão da areia imagino ouvir a canção das marés
Afogo o pranto... Nesse mar também te vejo...
Delineando-te no espelho da espuma...
E mais uma vez lamento...
Não ouvires minha voz gritando teu nome ao vento!


celina vasques