.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

sexta-feira, 22 de agosto de 2014

Melancolias noturnas...


Tu que eu amei
Quis crer que era a alegria mesmo
quando tudo parecesse triste e insípido...
Sonhei tanto
Com dias felizes...
E não fomos mais que saudades perenes de algo
Que não houve...
E guardei meus sentires
E fomos distancia... E fomos emoções perdidas

A espera fiel
E vivi (e vivo), em ingênuo torpor buscando.
Este amor que perdi
Mas que nunca foi meu!

celina vasques