.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

sexta-feira, 20 de junho de 2014

Nada mais....

.

A brisa beijou o teu rosto fugindo
Dos ciúmes dos
Ventos Elísios... Que sopram das montanhas
Ao amanhecer nos céus das manhãs primaveris...


... E timidamente
O sol vem para acariciar teu corpo desnudo
Com seus raios longínquos... Deslumbrantes...


Então, as lágrimas de meus olhos...
Deslizam perdidas nas faces desejando ser
A aura que passa no momento
Encantando–te... 


Ah! Como eu queria te encantar... Depois desta noite
Passada nos braços do tempo...que nem vi passar...
Monólogos... Murmúrios... O alvorecer...
Teu olhar silente intenso... Um beijo atirado no ar...
Nada mais!

celina vasques