.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

quinta-feira, 5 de junho de 2014

Escrevo por ti...e pra ti!




 

Abro os braços e te aperto entre eles...
Teus cabelos molhados escorrem gotas de mar...
e meu corpo arrepia...beijo-te idilicamente
lágrimas que lavam qual o mar que me acolhe e me cede seu verde infinito
para que nele eu possa sonhar...com o eterno...o para sempre felizes...
.
E sou tudo isso... Todo este amor e sabes o quanto...
Amar-te-ei, até que, a alma me faça sofrer e eu

não mais existir...
Ainda assim vou continuar brilhando pra ti...serei uma estrela
Lá longe neste céu de anil... Nas tardes quentes de verão
E brilharei nas noites de tua paixão...

Insondáveis e profundos sentimentos e que me invadem a alma
Porque me tornei poeta somente para escrever pra ti...
Falar-te deste amor límpido, numa verdade simples...
Do querer incontido... Esse meu sentir que teima em viver
e nunca tem fim!

celina vasques