.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

quarta-feira, 14 de maio de 2014

Surto...olhando o horizonte!


Na janela surto olhando o horizonte e me imagino voando 
Até que o vento veleje levitando nas alturas de uma gaivota
Esboço de azul na melodia de aves num eco harmônico
 de algazarras de tons...

No precipício
onde se refletem a cor do mar e a perfumada maresia
numa introdução de notas ao misturarem-se com o marulhar das ondas...
Ah! Que lindo as nuvens parecem algodão do tamanho do mundo! 


Volto a navegar neste céu dourado e da prosaica janela vibro
no anseio de ser simplesmente um pássaro 

Adormeço na noite serena despojada de sentimentos 
Perdidamente perco-me em meus... Sonhos... Frágil... Mortal... 

Escorrego muito além da loucura jazo neste êxtase apaixonante 

Suspiro nesta manhã onde volitei
E a minha lucidez me trouxe a pisar novamente
 neste chão coberto
De espinhos...




celina vasques