.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

terça-feira, 6 de maio de 2014

Navegante de Miragens...

Sabes sou muito diferente de ti
Sou navegadora de calmarias e miragens...

Percorri tantos caminhos alguns de ilusão
E sonhos... Outros de dura realidade...

Perdi o rumo muitas vezes...
Poetizei com olhos fechados...
Andei pelo mundo ..
Minha pele queimou em dias de sol e dourou
Nas noites de luar... vi no céu em minhas caminhadas
Pequenos pontos luminosos que se derramam no infinito
Comumente se chamam estrelas
Mas que sei que é a alma de todos os poetas que partiram...

Mas de que me vale o que achas ou não?
Nunca te importaste com estas lágrimas que

 rolam nas minhas faces...
Não enxergaste os pássaros que cantavam pra ti...

Nem a dor que há em mim dilacerada em todos os
Por de sol...

Nem as melodias que um dia toquei pra ti...

Nem as estrelas que contemplei ...

Mas louvo o amor

Apago da alma as palavras amargas e a tua indiferença e com 

a imensa fé de uma sonhadora ...extingo
Também a tua imagem ....miragem que tanto amei!!!!

celina vasques