.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

quarta-feira, 12 de março de 2014

Insônias...







Tenho no peito uma saudade incontida e
Na minha alma  a certeza  do vazio de tua alma...
Nas minhas insônias em
noites sombrias de solidão...
e nesta desesperança...
Sinto-me perdida no caminhar do tempo...
contemplando estrelas que brilham
Perpetuando a memoria de uma dor...

Secam as lágrimas ...que caíam silenciosas...brilhantes
Quais cascatas tombando entre pedras no rio...
de um olhar perdido...!


Celina Vasques