.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

Cobiça



Gostaria de ser a palavra doce que sai de tua boca...
este teu sorriso que mais parecem teclas de meu piano...
Queria ser um beijo infinito para morar em
teus lábios...

A lágrima cristalina que escorre de teus verdes olhos...
Queria ser o canto de um pássaro que sai de dentro de ti...

do... ré mi...

A brisa sussurrante e rasteira...queria ser teu amanhecer...
Queria ser o silencio no rumor de tua nostalgia
Ser a saudade no teu quarto vazio...

Queria ser a flor de teu jardim...para exalar perfumes pra ti

Ser a carta de amor
que abraças em teu peito...quem sabe amor?

 De quem será?

Queria ser a tatuagem do teu corpo...
Queria ser o sol que entra pelas tuas vidraças
e cobre de calor teu corpo tão por mim amado!

Minha alma silenciosa solta um lamento...sigo descalça
Pela vida...rumo da alma tua...
...queria tanto... e não tenho Nada!

celina vasques