.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

AMOR INVENTADO...



 

Inventei o amor
Pintei –lhe o rosto com tintas de várias cores...
Rabisquei mentiras, espinhos e ingênuas verdades...
No caminho, vi a lembrança distante de falsos olhares....
Arderam serenos meus anseios pungentes
impregnados de solidão
Gerei um arco íris de mil canções
Entre mim e a paixão existe apenas dúvidas e dor...
Então deixei que fosse apenas um rabisco no papel...
Poemas que faço...ao cair da tarde!

celina vasques