.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

Transmutação...







Despi-me á frente dos derradeiros versos
palavras e murmúrios sussurantes...que
Inflamaram serenas minhas emoções pungentes
De pássaro me transmutei em mulher
Num rito sepultei meus anseios ardentes...
Preciosos são os reversos de verdade que minha alma lembra

Cheguei do desencontro dos meus mais profundos medos
a memória secou esse mar bravio...
Sem alivio será o resto desta narrativa imperfeita...
Entre mim e o amor nada mais existe apenas dor!


celina vasques