.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

sábado, 29 de junho de 2013

Andorinha...



Sou uma andorinha que se perdeu do bando...

Pousada nas pedras escutando o marulhar do Mar

Quem sabe observando as espumas de uma solitária onda

Com os olhos ausentes de uma antiga dor...

- murmurantes lágrimas -

Caindo em forma de gotas...mostrando sua alma ao vento...

Uma essência solta de todas as correntes...

um coração que já não sabe se ama ou se amou infinitamente…




celina vasques

sexta-feira, 28 de junho de 2013

Nas madrugadas frias...





Sou um pescador de águas tranquilas
Um medíocre poeta perdido no lume das madrugadas frias
Nesta solidão que me dilacera a alma...
Escuto a respiração da tua eterna imagem...

Entre teu coração e o meu há a verdade das nossas mágoas...
Na loucura escuto murmúrios sussurrantes
- De pássaros encantados-
Busco teus mistérios e só encontro
A melancolia e tristeza...no nascer da alvorada!



celina vasques

quarta-feira, 26 de junho de 2013

Eu...quem te adora!



Sou poeta seduzida por teus encantos
em frente á tua janela canto meus desencantos
és um raio de luz na minha vida ...

Tens o aroma doce de uma rosa breve...
fragrância dos Deuses que a minha alma
regozija ...

és o murmúrio de meus sonhos ....
tua presença todos os dias é um
afago à minha alma...

Há sempre canções nas madrugadas...
versos que te escrevo...apaixonada!

Guardo na face ...lágrimas que secaram com a brisa
Aconcheguei-me à alegria no teu abraço!

Percorro todas as trilhas que me levam aos teus passos
Fecho os olhos para ver melhor a paixão...quero embriagar-me
No brilho do sol de teus olhos...beber na magia de tua boca
Todos os beijos
Ansiados por este ser onde os sentimentos ardem ...e quem te adora!

celina vasques

lindo demais!!!!


segunda-feira, 24 de junho de 2013





Se queres saber-me sou mulher de muitas delicadezas e mistérios. Sou romântica, apaixonada, infantil, dependente, ingênua, sagaz, viva, inteligente, digo o que penso sem medo de obvias interpretações. Sou doce, agressiva, odeio a mentira, a hipocrisia, a grosseria, a prepotência. Reconheço meus erros que são muitos, mas também sei de minhas virtudes! Minha palavra chave é AMOR,com muita GENEROSIDADE e CARIDADE, como vês sou uma adorável e comum criatura de Deus que sempre sonhou ser chamada de POETA!


celina vasques

terça-feira, 18 de junho de 2013

Eu só quero te amar...





Eu só quero te amar...te ter...

E quando amanhecer

eu quero acordar ao teu lado...

aí vou estar no paraíso...

Vagueio na fantasia do amor...

vou fazer poemas e entoar canções

- lindas melodias somente pra ti -

pois o meu amor é teu... teu sorriso me faz sorrir

Esse meu sentir é verdadeiro...

Posso ir buscar

O céu e colori-lo com muitas cores

ir buscar as mais brilhantes estrelas...só para

Te fazer feliz!


celina vasques

quinta-feira, 13 de junho de 2013

Pérolas de amor

Pérolas de amor...

Se meus versos não mais viajarem por este céu infinito
E em vez de poeta eu seja apenas a mão que apedreja
Se nunca mais encontrares o meu olhar...
E morreres sem saber jamais o eco
das minhas palavras
um murmúrio preso na garganta
com aromas de rosas e jasmins...

Qual uma ave que canta e é interrompida
De repente...te deixarei a melodia no meio das pedras encantadas
Deste ( a)mar...de ilusões...
Insondáveis esplendores e o fascínio deste mar preso
a uma nota de piano.......melodias tocadas nas alvoradas...

E derramarei lágrimas que secarão ao vento
verdadeiras pérolas de amor...
e de quimeras me visto...embriago-me nesta solidão ...
- minha e do vento -
Retenho em mim o que há em ti de infindo...
São inúteis os sentimentos que me iludiram a alma
Harmonizarei meus sonhos
Com as chagas abertas ...do meu coração!

Celina vasques

sexta-feira, 7 de junho de 2013

ternamente...


A brisa da noite afagou
Meu rosto docemente
E eu quis abraçá-la qual te abraçava...
Tu que tanto amei...
Perdida num suspiro...Corri para o mar ...


Que abraçou-me com suas ondas ternamente...  invadindo o meu ser!

quinta-feira, 6 de junho de 2013

Vulcão...

Viajo por caminhos que me levam ao teu
rastro...
Fecho os olhos para sentir o profundo
desta paixão...
Desejo beber o sol nesta radiosa manhã
Para que saibas que em minha alma ainda

Arde o amor...este vulcão .... gênio
impetuoso onde
Aprisionei a paixão!
Continuo neste êxtase alucinante num
acarinhar
Inesgotável de uma estrela apaixonante... ...fascino-me
e com gestos ansiosos...
Que me invadem neste estado de abrasamento
sinto-te amor na minha pele...
sente-me ...inflama-me
transforma-te neste fogo ardente e queima
o meu corpo ...vulcão!

celina vasques