.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

quinta-feira, 18 de julho de 2013

Chegaste!







O amor chegou quando eu não mais esperava!
Doce e eu jamais silenciei e o descrevi em versos...
Eu jamais imaginei que a distancia me traria esta dor...
De sonhar apenas alguns sonhos...
E eu quis prendê-lo no vazio de meus dias...

O amor chegou num dia de festas qual um presente...
E logo depois ...cuidei...amei...enfeitei...
Não aprontei o abandono.... Não medi o segredo!

Chegou quando eu não mais esperava...
E o caminho mais perto se fez muito longe
-além mar -
depois se perpetrou mais curto ...no abandono...

Chegou enquanto eu já era peregrina
numa estrada mais dura...
Devolveu-me o sorriso me fez rever o interesse pelas canções
Mais puras....
Nunca mais o amor me ocorreu mais intenso...
E eu continuo desejando-te fatalmente...

celina vasques