.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

quinta-feira, 2 de maio de 2013

Confetes de ilusão...




Não me peças para esquecer-te
  -  Eu não poderia -
Não invente palavras  para não me ferir...
     -  eu entendo -
 Se não queres o amor que te dou
 Então, deixe quieto o meu magoado coração...
ele não resistirá a mais esta paixão...
Busquei em ti o que pensei ser o amor
    -  infinitas esperanças -
Minha sombra se perde no meio desta solidão
E em minhas memórias...surgem fantasias
 de lindos momentos que poderia viver contigo...
         - Suspirando versos - 
confetes de ilusão flutuando junto com a brisa!



celina vasques