.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

quinta-feira, 23 de maio de 2013

Onde estás felicidade?

Onde estás felicidade?

Cantei-te tanto em versos e prosas...
E nas musicas que escrevi e nas melodias que toquei!
Ah! Te almejei tanto, sonhei contigo
Nos dias e nas noites sempre era verão...
Te delonguei até para a lua...as estrelas
Radiosas brilhantes...
e meus dias quentes e ensolarados,
Tudo era sinônimo de teu nome...felicidade...
Beleza e alegria...fortuna...e sorte!
E agora que faço das minhas fantasias?
E o que eu cria? Para onde foram meus sonhos?
Não creio mais em ti...

celina vasques