.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Infindo delírio...




Ah, infindo delírio
Anseios de carícias e beijos... 
Ardentes e apaixonados
o teu desejo é sempre o meu desejo
Vem... Exorciza-me!

Perco-me no labirinto

desse jardim que é só teu
toco cada flor delicada do teu corpo...
Sinto o aroma inebriante do cheiro... 

- Que exalas- 
Mergulho nas pétalas orvalhadas das flores
desse vergel perdido no tempo...

Escuto-as chorar nessa terra lavrada pelo pranto

garoa incandescente e mágica
das manhãs invernais...
E no silêncio que grita
estremecendo-me docemente
Sinto-me seduzida, acariciada... amada...

Enlouquecida! 
Sedenta de querer sorver… 
todo este amor que me tens pra dar...





celina vasques