.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

segunda-feira, 5 de novembro de 2012



Pudesse eu adormecer e nos meus olhos
Olhar o mar sem perder-me de meus sonhos
Sem medos, sem deixar de viver e transformar...
A tempestade de sentires no meu peito numa primavera de amor...
Agarrar a noite qual fora dia de esplendoroso sol e horizonte
Azuis...

celina vasques