.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Murmúrios...

 


Ah! Vida curta, atroz...
Tempo de dor que dilacera os sonhos
Murmúrios de momento efêmero...
Canções das almas perdidas...
que partiram sob a sombra da lua...
Mergulhando neste mar de estrelas...
No silêncio que só a alma escuta... Doídos versos
nesta solidão chamada saudade...
É tudo o que restou dos meus e teus devaneios de amor!