.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

segunda-feira, 30 de julho de 2012

Esperança...


Ah! Esta sensação de saudade
Que me invade a alma... Mergulhada nesse oceano de desilusões
Onde meus desejos mais profundos afogaram-se
Nas tormentas... Deste mar agitado chamado paixão!

Meus devaneios subiram às nuvens
 Buscando o silencio e a quietação
 Na espera de transportar-me para a eternidade
E neste efêmero momento enxerguei flores de todas
As cores nos precipícios profundos...

Um mágico fluir de plenitude e serenidade...a esperança
de novos dias...
quem sabe, talvez...
Ainda que este amor magoado
tenha naufragado nas águas
Da ingratidão!

celina vasques